Capa » Nossa Música » NossaMúsica #4 – Os Álbuns de Bolso

NossaMúsica #4 – Os Álbuns de Bolso

NossaMúsica #4 – Os Álbuns de Bolso

Você sabe o que é um álbum de bolso?

Eu costumo conversar bastante sobre música com minha mãe e mesmo não tendo os mesmos gostos que ela o papo é sempre produtivo. Falamos sobre novos trabalhos das bandas que gostamos, relembramos os álbuns que mais gostamos ou simplesmente o que mais estamos ouvindo no momento. Na maioria dessas conversas ela costuma usar a expressão “Disco de Bolso”, e em uma dessas conversas eu perguntei o que significava a expressão e ela prontamente me respondeu.

Segundo ela essa expressão era muito utilizada quando ela era mais jovem, mais precisamente nos anos 90 onde estava em alta o Discman, você se lembra dele? Bem, eu não me lembro, nasci em 1996 e quando já estava suficientemente grande o que estava na moda era o mp3. Mesmo assim a expressão era usada por ela pelo fato de existirem alguns álbuns muito bons que nunca podiam faltar na mochila junto com pilhas reservas para o aparelho, já que segundo ela, o Discman gastava uma pilha lazarenta.

E sabe o que é pior? Ela nunca teve um Discman! Ela usava a expressão pelos poucos amigos que tinham um desses na época, até porque ele era bem caro, mas isso é historia para outro texto…

O importante é que se pararmos para pensar, até hoje temos nossos álbuns de bolso, de uma maneira diferente claro, mas temos. Você provavelmente nesse momento deve estar se perguntando: “Arnon seu lesado, a sua mãe diz disco de bolso, porque então você fala álbum de bolso?”.

Acredito que isso aconteça pela diferença de gerações entre nós, pois, eu não costumo falar a palavra disco, na verdade são raros os momentos que vejo um disco físico seja em cd ou lp (por mais que eu tenha muita vontade de no futuro colecionar lp’s, nesse momento não tenho nem aparelho de som em casa). Normalmente eu falo álbum e sinceramente não sei se é um vicio de linguagem que adquiri por assistir muito a MTV ou até mesmo pura burrice minha (o que acredito que seja o mais plausível), mas acostumei a falar assim e meio que adaptei a expressão que minha mãe usava.

E assim como foi adaptada à forma escrita da expressão, o jeito com que carregamos os álbuns de bolso também foi adaptado para nossa nova realidade, se naquele tempo carregavam cd’s e pilhas numa mochila para ouvir os álbuns favoritos, hoje em dia podemos levar eles no celular ou notebook junto com seu devido carregador, por exemplo.

O fato é que todo mundo tem álbuns que sabe inteiro, que se identifica pessoalmente, que deixa tocar inteiro do inicio ao fim só para curtir o conjunto da obra, até mesmo usando como trilha sonora nas mais diversas atividades diárias, considerando assim seu álbum de bolso.

Eu normalmente trago ao final do texto um “Top 3” para exemplificar o que foi dito ao longo do texto, mas nesse caso eu fiz diferente, eu trouxe a lista de quais seriam os meus 5 Álbuns de Bolso. Aqueles discos que eu curto da primeira a última música. Que estão em meu celular e que sempre vou fazer alguma atividade como estudar (sim, eu sou burro, mas tento ser um pouco menos de vez em quando) ou pegar a estrada, coloco na primeira música e deixo rolar até o fim. Seguindo bem a linha do clichê: se eu estivesse em uma ilha deserta seriam os álbuns que eu levaria no celular e ouviria só isso para sempre. (Não sei onde eu iria carregar o celular nessa ilha, mas estariam lá).

Foi muito difícil escolher esses cinco álbuns, mas creio que definem bem meu gosto (Ou mau gosto, fica sempre ao seu critério definir). Junto com cada álbum eu deixei o vídeo mostrando qual a minha música favorita e outras músicas que eu curto e que também se encontram no respectivo álbum, espero que gostem.

5º Parachutes – Coldplay.

De longe meu álbum favorito da Coldplay! O álbum de estreia da banda britânica tem um poder incrível, pois eu começo a ouvir e entro em outra vibe. O escuto quase todo dia, principalmente quando vou estudar.
Além de Trouble, as outras músicas que eu mais curto desse álbum são: Shiver, Yellow e Don’t Panic.

4º Los Hermanos – Los Hermanos.

Mesmo os fãs da banda fazendo o possível e o impossível para que ninguém goste deles, não dá pra negar o ótimo trabalho que a banda fez nesse primeiro disco homônimo lançado em 1999. Bem mais “pesado” (encha de aspas nesse pesado) se comparado ao restante do trabalho da banda com muito mais influências de Hardcore. Esse álbum eu curto da primeira música até a última, diferente dos outros álbuns da banda que mesmo curtindo uma música ou outra o conjunto da obra não me desce. Outro ponto a destacar do álbum é o quão escrota ficou essa arte na capa, é com certeza uma das capas de álbum mais feia que eu conheço. E mesmo eu gostando muito de Charlie Brown Jr, também curto o som do Los Hermanos (expliquem essa ateus!) e só por isso acho que já merecia estar nessa lista.

Além de Tenha Dó, as outras músicas que eu curto bastante nesse álbum são: Quem Sabe, Bárbara e Descoberta.

3º Songs About Jane – Maroon 5.

Sim, eu sei o que você está pensando (na verdade não sei, mas às vezes é bom imaginar essa interação entre nós enquanto você está lendo, isso se é que tem alguém lendo, mas essa crise existencial fica para outro texto), e sim, o texto sobre músicas que gostamos, mas temos vergonha de admitir já foi publicado algumas semanas atrás, mas eu adoro de verdade as músicas que estão nesse álbum , mesmo quase todas as músicas que ouço diariamente serem de rock, também curto variar um pouco e “navegar” por novos estilos, e se tratando de pop rock (bem mais pop que rock nesse caso) acho o trabalho deles nesse primeiro álbum bem coeso, sem contar que o Adam Levine é uma delic… epaaaaaaa, melhor parar por aqui!

Além de Harder to Breathe, as outras músicas que eu mais curto nesse álbum são: Tangled, This Love e Sunday Morning.

2º The Colour and the Shape – Foo Fighters

Precisa comentar alguma coisa sobre esse álbum? Simplesmente sensacional! Uma verdadeira obra prima, o primeiro trabalho da banda já chegou com os dois pés no peito. Dave Grohl, ex-baterista do Nirvana é o cara e não poderia faltar de maneira alguma entre meus álbuns de bolso.
Além de Everlong, as outras músicas que eu mais curto nesse álbum são: Walking After You, Monkey Wrench e My Hero.

1º Californication – Red Hot Chili Peppers

Esse álbum é com toda certeza o que mais tem representatividade na minha vida e isso acontece por varios motivos. O primeiro é que ele foi o álbum que me fez gostar de rock, me fez prestar mais atenção nas bandas desse segmento e procurar saber mais sobre outras bandas do mesmo estilo quando eu ainda tinha apenas 5 anos de idade. O Segundo motivo foi que em 2001 eu ganhei de minha mãe um cd original desse álbum como presente de aniversario, até porque ela sempre me via empolgado enquanto assistia os programas de clipe que passavam na MTV e na Band (Clipe Mania, aquele abraço!), e de certa forma foi meu primeiro disco. Infelizmente em uma das mudanças que fiz acabei perdendo ele, mas a lembrança nunca saiu da minha memória. Outro ponto a se analisar sobre o álbum é o clipe de Californication que é simplesmente sensacional. Naquele tempo eu não sabia o que era videogame e quando descobri o que era vendo o clipe eu fiquei maluco atrás de um, só para jogar esse jogo. Anos depois eu descobri que ele não existia, o que é uma pena, pois seria um dos jogos mais irados de todos os tempos. Isso também sem contar a volta de John Frusciante para a banda, por isso é o número um entre os meus álbuns de bolso.

Além de Californication, as outras músicas que eu mais curto nesse álbum são: Otherside, Scar Tissue e Around The World.

Foi muito difícil escolher esses cinco álbuns, num primeiro momento quando comecei a escrever o texto a lista tinha mais de 20 álbuns, mas de certa forma consegui deixar a lista com apenas cinco, levando em conta suas devidas importâncias tanto sonoras quanto pessoais, entretanto, deixo esses outros álbuns abaixo como menções honrosas e ficam também como indicação para vocês ouvirem!

Continuum – John Mayer
Absolution – Muse
Só no Forevis – Raimundos
Random Access Memories – Daft Punk
Get A Rip – Aerosmith
Neon Ballroom – Silverchair
¡Adiós, Esteban! – Esteban
Ten – Pearl Jam
Jagged Little Pill – Alanis Morissette
Songs For The Deaf – Queens Of The Stone Age

Agora eu quero saber: Quais são os seus álbuns de bolso? Comenta aí!

Deixa sua opinião aí nos comentários!

Deixa também sua sugestão de tema!

Muito obrigado pela leitura e até a semana que vem!

Sobre Arnon Rodrigo

Estudante do curso de ciência da computação pela UFAL, músico de qualidade duvidosa, apreciador dos esportes americanos, sommelier de vodka barata, quase jogador de futebol, e um completo idiota!
  • William Namiki

    É muito difícil escolher só cinco álbuns mas bora lá:
    5 – Rage Against The Machine: Rage Against The Machine
    4 – Selvagens à Procura de Lei: Selvagens à Procura de Lei
    3 – Pink Floyd: Animals
    2 – Black Sabbath: Sabbath Bloody Sabbath
    1 – Vivendo do Ócio: Selva Mundo

    • William Namiki

      Dava pra escrever textão mas deu preguiça

    • Arnon Rodrigo

      Nem me fala, mas suas escolhas foram muito legais!

      O álbum homônimo do Rage Against The Machine é sensacional! Meu favorito entre os álbuns dele!

      Selvagens à Procura de Lei eu conheci esse ano, e o som deles é muito bom!

      Pink Floyd e Black Sabbath é hors-concours, nem precisa se extender muito.

      E por mais que eu goste mais do álbum “O pensamento é um imã”, o “Selva Mundo” está entre os 20 melhores álbuns de 2015 para mim. Muito maneiro o som da Vivendo do Ócio.

      Muito obrigado pela leitura e pelo comentário William!

      Boas festas!

  • Diego Costa

    Arnao… otimo texto como sempre!

    Escolher 5 albuns de bolso???? Uh…. ja sei!

    1) Rhapsody – The Power of The Dragonflame
    2) System of a Down – Toxicity
    3) Slipknot – Slipknot
    4) Angra – Temple of Shadows
    5) Blind Guardian – Nightfall in Middle-Earth

    Obs: os álbuns nao estão em ordem de preferência, só memoria mesmo.

    Abs

    • Arnon Rodrigo

      Sempre difícil escolher 5 álbuns, eu mesmo sofri muito pra escolher.

      Obs.:Slipknot e System of a Down? É muita nostalgia!! Só faltou o Hybrid Theory ou o Meteora do Linkin Park e o “trio ternura dos garotinho juvenil rockista do inicio dos anos 2000” estava formado! hahahaha’

      Muito obrigado pela leitura e pelo comentário Diego!

      Boas festas!

      • Diego Costa

        Hahahahah.. so nao coloquei LP porque eu nao sou tao fã dos caras!

        Abs Arnaon.. ótimas festas!!

  • Armando Galleni

    1 – This is it – The Strokes

    2 – The Blue Album – Weezer

    3 – Day & Age – The Killers

    4 – Revolver – The Beatles

    5 – Back in Black – AC/DC

    Dificil pra caralho pra escolher

    • Arnon Rodrigo

      Parece fácil, mas quando paramos pra fazer a lista vemos o quão difícil é!

      Belas escolhas Armando, o que eu menos curto aí é esse do Beatles (Eu não curto tanto Beatles, mas os respeito muito. A importância deles pro rock é incalculável!)

      Faltou só aquele Rosa & Rosinha maroto ou Magnificos! hahahaha’

      Obrigado pela leitura e pelo comentário Armando! 🙂

  • Patricia Giovanetti

    1- Binnaural – Pearl Jam

    2- The Division Bell – Pink Floyd

    3- O Descobrimento do Brasil – Legião Urbana

    4- Make yourself – Incubus

    5 – songs from the big chair – Tears for Fears

    OBS: Neon Ballroom – Silverchair foi o CD que eu mais ouvi na minha adolescência. Tava numa fase meio deprê, e Emotion Sickness era tipo um oração pra mim.

    • Arnon Rodrigo

      Muito maneira as suas escolhas.

      O Binnaural é talvez o ultimo álbum que eu curti na cronologia Peral Jam (Se bem que eu até curti o Backspacer, mas o que veio entre eles não consegui ouvir nas mesma vibe :/)

      Pink Floyd é unanimidade, meu álbum favorito deles é o mais óbvio: The Dark Side of Moon, mas esse também tem sua importância, afinal de contas foi o “último”.

      Eu hoje não sou tão fã de Legião Urbana quanto eu era quando tinha uns 13 anos, mas a importância deles na minha vida é absurda. Tanto na formação do meu gosto musical quanto na vida, minha adolescência foi vivida num grande “revival” das músicas mais famosas! hahaha

      Incubus é simplesmente foda. Make Yourself é o meu favorito entre os álbuns dele, mas também curto muito o A Crow Left Of The Murder. Simplesmente foda!

      Tears for Fears é muito legal também. Não conheço muito da banda, mas, acho que é nesse álbum que tem a música “Everybody Wants To Rule The World”, que álias, conheci jogando GTA San Andreas nas radios do jogo! hahaha

      Neon Ballroom foi um dos álbuns que eu curti mais na minha adolescência. Pode não parecer mas eu era um adolescente bem deprê, e curtia as músicas bad vibe (Jura Arnon que você era um adolescente deprê? Se você não diz ninguém descobre…). Ana’s Song, Emotion Sickness, Miss Your Love (Saudades Malhação do inicio dos anos 2000 hahah)

      Muito obrigado pela leitura e pelo comentário Patrícia! 🙂

  • Marco Linares

    Ta aí uma coisa dificil de fazer, mas acho que é mais ou menos assim:

    1) Brave New World – Iron Maiden
    2) Crimson Thunder – Hammerfall
    3) Horror Show – Iced Earth
    4) Rebirth – Angra
    5) The Forgotten Tales – Blind Guardian

    Menção honrosa: Fear of the Dark – Iron Maiden.

    Parabéns pelo texto Arnon, a cada coluna publicada você vai ficando mais à vontade para se expressar.